Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pega o Ladrão!

Foi assim, um sequestro relâmpago, daqueles que a gente nem tem a chance de gritar. De repente me vi sem teu riso, sem tua graça, sem teu carinho; de repente me vi sem ti, sem teu afago, sem teu calor, sem teu chamego... E eu que era só dengo, de repente me vi só remendos.

Foi assim... sem quê nem pra quê...vc me roubou o juízo, me levou a paz e me deixou com o coração em perigo! Desnudou minh'alma e me jogou no deserto da vida. E eu alí... voz muda, grito sufocado, tentando dizer frases guardadas para o ensáio geral da felicidade que aos poucos se esvaía e corria de mim. 

Em plena selvageria urbana, um grito ecôou distante e solitário. Era meu peito que chorava a tua perda e cantava o desamor. Um grito de pavor, feito o de uma loba em noite de luar, uivando pelo desalento ou pelo descontentamento. Foi assim, abraçada à solidão que subitamente, fui roubada de ti.

E você... possuído pela síndrome medo de amar, permitiu que eu fosse, me deixou partir, escorregar por entre os dedos. Passivamente deixou que te levassem o riso que iluminava a face, o brilho que banhava os olhos, o calor que esquentava o sangue e te fazia sentir  o pulsar da vida. E como um pacato cidadão, deixou que te roubassem a emoção, que te tomassem o alimento do coração... assim, pacatamente, sem luta ou reação... E nem ao menos, teve forças pra gritar: "Ei, alguém aí... Pega o Ladrão"!!! 

Sandra Mara
Enviado por Sandra Mara em 30/04/2006
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T148087

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Mara
Estados Unidos
84 textos (12085 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:36)
Sandra Mara