Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Será que você não vê?

Quantas vezes terei que sofrer?
Quantas vezes terei que chorar?
Viver nesse mundo a correr,
Pensando somente em te amar.

Sempre imaginei, que o amor que eu sempre sonhei, um dia me daria trabalho.
Mas não pude imaginar que me faria chorar tanto como estou agora,
Sempre sonhei com ela me olhando, sorrinso, falando baixinho.
E hoje me pego, andando sozinho, falando, sorrindo, só com suas lembranças.

Você é como um anjo bom para mim!
Que aparece derepente sem hora,
Sem som, sem demora, mas num instante se vai,
Some em sua beleza radiante, tornando-me amante
dessa doce criatura, que não sei realmente quem é.

Seu sorriso maroto e seu jeito quieta, ó linda menina,
me fariam cruzar desertos e mares em busca de seu coração.
Que transforma seu olhar de menina numa mulher fatal.
Que mesmo sem querer manda nos homens, mas não lhes faz mal;
Deixando-os jogados a seus pés implorando mais um olhar seu,
fazendo de você rainha e eu um simples plebeu

Espero anciosamente o dia, a hora que você vai me enchergar
E ver no brilho dos meus olhos a imensa vontade de te amar.
Deixando suavemente seu corpo de mim se aproximar
E em seus doces lábios um beijo eu te dar.

(07/05/2006)
Junior Paviatto
Enviado por Junior Paviatto em 08/05/2006
Código do texto: T152196
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Junior Paviatto
São Paulo - São Paulo - Brasil, 35 anos
4 textos (447 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:51)
Junior Paviatto