Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para alguém que nunca existiu

Ontem tive um sonho estranho. Mais que estranho: um sonho forte. Sonhei com alguém que nunca existiu: minha filha.
Vi seu rosto lindo. Dei um banho nela. Fiz coisas que as mães fazem tão bem.
Acordei com a sensação de que tudo tinha acontecido de verdade e que eu havia esquecido. Fiquei atormentada o dia inteiro : será que aconteceu de verdade e eu apaguei da memória? Quase liguei para a minha irmã para perguntar.
Hoje acordei com saudades. Que absurdo! Saudades de alguém que não existe, nunca nasceu...
Como explicar essas sensações? Como explicar minha saudade? Como explicar esse aperto no peito que me sufoca?
Como?
Débora Patrícia
Enviado por Débora Patrícia em 12/05/2006
Código do texto: T154979
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Patrícia
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil
6 textos (639 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:53)
Débora Patrícia