Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tudo a seu tempo

Se havia te amado este tempo todo, agora amo-te ainda mais

Do encanto do primeiro olhar ao beijar-te incrédulo, viajei muitos quilômetros
na irrealidade de saber-te agora minha

Me perdi em devaneios na primeira noite como agora me perco num mar de saudades

Da magia que nos cerca sou capaz de recordar até ao mínimo detalhe
como se fosse um livro, de palavras entalhadas na minha carne

Te perdi sem desgosto, sem raiva, sem mágoa

Te reencontrarei com gosto, com sede, com a alma

Te fazes presente sempre que me sinto ausente, e desde que parti,
é assim que tenho me sentido

Se as dúvidas existiam, agora se desfazem

Espero redimido, voltar a ver-te iluminada pelas chamas, a deusa coroada,
única entre tantas

Não há palavra capaz de exprimir a beleza da tua existência, e nem
centenas delas poderiam fazê-lo

És um suspiro que alivia a pressão no meu peito, és a certeza de que
não se pode ter tudo ao mesmo tempo.
Nuno Négrier
Enviado por Nuno Négrier em 28/05/2006
Código do texto: T164848
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nuno Négrier
Portugal, 40 anos
7 textos (577 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:46)