Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abre-te sésamo!

Abre-te sésamo!

São essas as palavras que vão abrir meu coração e esvaziar essa dor que tomou conta do vazio que nele antes existia?
Essa dor é por ter deixado ele ir. Sim, eu deixei. Deixei porque era melhor assim, porque ao meu lado ele não era feliz e o sorriso dele já não brilhava pra mim. Deixei porque os olhos eram vermelhos de mágoa e dor. E também porque a lua não brilhava mais pra nós. E porque as flores não exalavam mais perfume e o mar não tinha mais ondas. Tudo mudou. Eu mudei! Nem o meu olhar é igual e a minha pele tem perfume de baunilha agora. O meu choro é mais contido e a minha letra menos redonda. O cabelo é tingido e o olho mais pintado. O salto é mais alto, a roupa mais apertada. Sim, deixei ele ir, porque fui primeiro e deixei ele pra trás. Deixei de achar engraçado o mau humor, o rancor, o olhar crítico, a mania de falar mal de tudo e todos. Deixei de ser parceira, deixei de ser cúmplice, deixei de ser parte dele e até de mim também. Não sei se amanhã vou me encontrar ou perdê-lo. Só sei que essa busca por mim mesma já é metade do achado. Se não descobrir mais quem eu sou, construo um novo eu, do jeito que sempre quis. E quando esse novo eu existir, será que ele sairá para sempre de dentro de mim? Só o tempo dirá...
Kilya Stella
Enviado por Kilya Stella em 12/06/2006
Reeditado em 06/07/2010
Código do texto: T174430

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Kilya Stella
Curitiba - Paraná - Brasil, 42 anos
27 textos (2504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:55)
Kilya Stella