Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hoje

Hoje há algo diferente, um cheiro familiar que eu nunca senti, uma chuva fina que se transforma em véu, e depois, apenas chuva. Não é diferente, nem poderia ser, como nunca será. É apenas nostalgia, o espelho que nos faz ver o que passou. Há que se ter cuidado com isso. A miopia que nos cega, a fome que nos devora, o tempo que não pára. Há que se ter cuidado.
Quando sinto sono, me deito no passado, a fome eu mato agora e o desejo vai sempre à frente, em tudo que eu ainda não vivi, por isso, há que se ter cuidado.
Deixei pegadas, pode ser que alguém me siga, me alcance, me renda. É preciso ter cuidado.
No medo da chuva há algo mais profundo, um desabrigo, um desconsolo, um frio estranho, escondido sob a pele, correndo nas veias, minando os pulmões. E como sempre, é preciso ter cuidado.

Faro, 07/02/2003
Nuno Négrier
Enviado por Nuno Négrier em 13/06/2006
Código do texto: T174738
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nuno Négrier
Portugal, 40 anos
7 textos (577 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:20)