Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CURITIBA

                    “Curitiba, Curitiba, você é a única droga
                     que eu vou admitir na minha vida...”
                                    (Maxixe Machine)


Desperto em Curitiba. Cidade aconchegante, fria na primavera, no outono, no inverno e num terço do verão.  Nos meandros das ruas gélidas, corações quentes a caminhar como se fossem fantoches manipulados pela rotina cotidiana. Se o horário de labor iniciasse às dez horas, os sorrisos aclamados por todos estariam tatuados nos cidadãos curitibanos. Temos preguiça e não rancores. Passado meio-dia, o frescor da natureza adentra ao corpanzil carecedor de purificação, conduzindo os olhares ao verde folha. Metrópole cercada de flora por todos os lados. Cai à noite e adormeço sob o manto da lua, sempre bem coberto por lãs que me farão acordar assim...
Aguirre
Enviado por Aguirre em 28/06/2006
Código do texto: T183702
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aguirre
Balneário Camboriú - Santa Catarina - Brasil, 33 anos
90 textos (3221 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:15)
Aguirre