Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apesar de tudo...

Divagando entre a nostalgia de perder e o sonho de esperar,ainda não me encontro,me custa acreditar.

Teu amor que outrora tão belo fora,hoje me permiti apenas uma tristeza rotineira,constante, a mim uma demora.

Talvez seja apenas um pressagio do que me espera em breve ou talvez seja apenas a minha dor me levando a ver aquilo que em verdade não há. Não sei ao certo, queria apenas que soubesse que apesar de tudo ainda te amo, porém meu sentimento anda um tanto quanto ofuscado pela tua indiferença.
Neste desejo confesso de dizer-te que amo,me fadigo em meio cunha, a descrença de não ser correspondido, e ainda que minha triste verdade seja amar, o meu coração teima em te dar ouvido.
A verdade é que apesar de tudo ainda te amo, porém meu sentimento anda um tanto quanto ofuscado pela tua indiferença, e não quero transformar tal compreensão em poema, tão pouco em dor transcrita.

Queria apenas que soubesse que apesar de tudo ainda te amo, porém meu sentimento anda um tanto quanto ofuscado pela tua indiferença.
Eu não sei até quando há de durar tal neblina, tão pouco se um ato teu poderá mudar tal sentimento, de certo sei apenas que:

“Apesar de tudo ainda te amo,porém meu sentimento anda um tanto quanto ofuscado pela tua indiferença.”

Junior Antonio
Enviado por Junior Antonio em 27/07/2006
Reeditado em 18/09/2006
Código do texto: T203190
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Junior Antonio
Paracatu - Minas Gerais - Brasil
181 textos (8146 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:57)
Junior Antonio