Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Piano bar


 
 
Toda noite ele vinha somente para vê-la.
Sentava-se do lado do piano e pedia uma cerveja. E ali  ficava, como se o mundo fosse aqueles olhos que nunca o fitavam.
Inexistente para o mundo já que não existia para ela.
A cerveja esquentava e ele nem ligava, ficava satisfeito com o som da gargalhada vindo de lá, com o cabelo loiro balaçando no ar, de constatar que ela estava ali.......pertinho.
Teve até uma vez, que ficou feliz, ao roçar a mão  na dela sem querer na maçaneta do banheiro....
_Desculpe.
ela disse.
_Obrigado!
Respondeu ele.
" Raios! De onde tirei isto, obrigado?!"  deve julgar-me um grande paspalho mesmo, e com razão!
Lhe doía aquela exposição,sempre nua; Ver outros jogar o dinheiro em cima da mesa  e ela sair, acompanhando-os.
Prometia a si nunca mais voltar, e na noite seguinte, estava ali.
Alguns se contentam com pouco.
Ele não.
Ela era o mundo  para ele.


10/08/06
nandaevc
Enviado por nandaevc em 11/08/2006
Código do texto: T214327

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nandaevc www.nandaevc.blig.ig.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
nandaevc
São Paulo - São Paulo - Brasil, 41 anos
77 textos (2910 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:52)
nandaevc