Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM DIA,
QUANDO BUSCAVA,
NOS OLHOS DA VIDA,
NAS PALMAS FLORIDAS;
NA BRISA
QUE OS RAMOS FRISA,
QUANDO DELES INDAGAVA
O SENTIDO DE TUDO,
NESTE PERCURSO
ENCONTREI UMA SEMENTE,
´FRÁGIL, INOCENTE...
PURO PRENUNCIO
BELO ANUNCIO,
DE VIDA
ESCONDIDA,
MAS, ENVOLVENTE....
TOMEI A SEMENTE
NA PALMA DA MÃO
FIZ SILÊNCIO
DE ORAÇÃO.
POR UM MOMENTO
O SENTIMENTO
MUDO,
ERA TUDO.....

ENTÃO, DE REPENTE,
O VENTO,  SURDO
ENTOA A CANÇÃO:
"EIS DE TUDO O SENTIDO":
_ AMA A VIDA
NA SEMENTE ESCONDIDA...
-   PERGUNTEI DESENTENDIDA,
QUAL O ESPIRITO
DESSA VISÃO INTUIDA
QUE À SEMENTE
TRANSCENDE
E ASCENDE NUM GRITO
AO INFINITO?
_E O VENTO, VELHO CONHECEDOR DE GENTE,
LENTO,
QUASE SONOLENTO,
RESPONDE PACIENTE:
_VIDA...
EIS O NOME DA QUE S'ESCONDE
NA FRAGILIDADE DA SEMENTE.
PORTANTO NÃO ABORTE,
MATANDO A SEMENTE
SUA COLHEITA.......
A MORTE!



Teca
Enviado por Teca em 12/08/2006
Reeditado em 10/11/2007
Código do texto: T214601

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Teca e o site www.recantodasletras). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Teca
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
1121 textos (122855 leituras)
5 e-livros (1459 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:14)
Teca

Site do Escritor