Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Retorno

Sumi por uns tempos...
Não o suficiente para esquecer minha assimetria,
Mas o bastante para alinhar minhas vicissitudes
No desvão de um pretérito imperfeito.
Sumi na poeira dos ventos...
Percorri os planaltos áridos em revoada...
Passei fome e sede.
Nas úmidas planícies,
Lancei os grãos de minhas experiências,
Cujos ibiscos recobriram os sopés das montanhas
Esculpidas pelo meu declínio.
Sumi por uns tempos...
Mas os campos estiveram frondosos
Para aliviar-me a dor nas inconstantes quedas.
Sumi com o tempo...
E no vértice cartesiano,
Marco inicial de toda a realidade,
Vislumbrei meus horizontes
E as serras que dele fazem parte.
Não serei covarde em novamente lançar-me ao vento,
Mas serei cauteloso com as feridas que ainda ardem. Sumirei a contento, e verás o quanto sou necessário.
Meu retorno, nem de longe, será tua glória,
Mas estarei de volta ao meu leito.
(Recife, 31/07/2006)
Serginho Maresias
Enviado por Serginho Maresias em 14/08/2006
Código do texto: T216670
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Serginho Maresias
Recife - Pernambuco - Brasil, 40 anos
14 textos (417 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:22)
Serginho Maresias