Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Saudade da Dor do Amor

" A cada dia que não chegas, mulher amada, morre um pedaço de mim e deste sumo, renasce a quem tenho tanto medo:"


 
Um alguém ..Onde as flores não perfumam;
nem é o AMOR a proeza dos sábios.
Um alguém...
Em que se dar, dá medo, na arrogância de ser humilhado!

Cova, retraiu-me na rasa morte que diariamente descubro na
                                       [ausência de ti!
Não tardas...
assim este que tanto quer te amar encontrarás morto!

Noite e dia...A morte me acompanha,
tornando-se cada vez mais compreensiva, em mim.
Hoje, quase chamo-a de amiga!"
   
Percebo que a dor é o meu maior combustível!!!

Sei que sou a tua saudade, tu me dizes
Sei que sou o tu desejo, tu insistes
Sempre que te vejo, percebo:

"É o amor o seu combustível ....
o problema é que a dor, às vezes vem junto..."

Adoro as suas palavras
Mais o que eu quero é o teu amor
Adoro as suas palavras tanto quanto gosto da minha dor!

Um dia meu doce anjo...Um Dia!
Um belo dia eu conseguirei flutuar...
AH! viajarei sem barreiras por dentro de meu corpo....

Amor, Saudade e Dor
Ass: minha Alma!
Ramorim Coelho
Enviado por Ramorim Coelho em 21/08/2006
Reeditado em 21/08/2006
Código do texto: T222025
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ramorim Coelho
Chá de Alegria - Pernambuco - Brasil
23 textos (834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:42)