Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Do Fogo Pálido

Da insignificância dos que vivem debaixo do sol.
Do sofrimento que presenciam, sendo vítimas inescapáveis.
Dos que clamam por piedade ao oculto, como um conforto: amenização de um desespero.
E a vontade de responder às perguntas
Cheira forte... ou tem gosto de fel...
A lágrima corre ao pensar naquilo tudo a que se valoriza
Mesmo que brote após sentir a punhalada da perda.
O sonho vem como fuga
Mas o despertar ávido no alvor do amanhecer
Cobre cor indefinida a esperança inconsciente
E o ardor que o sucesso busca, borbulha ao ferver
Vendo suas asas sangrarem ao lançar-se às alturas.
E já não se sabe mais se o fogo que queima
Apenas destrói, ou ajuda a construir.
Bruna Sommer Farias
Enviado por Bruna Sommer Farias em 31/08/2006
Código do texto: T229839
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bruna Sommer Farias
Teutônia - Rio Grande do Sul - Brasil
8 textos (327 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:13)
Bruna Sommer Farias