Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem sou eu?

Quem sou eu?
Pergunta difícil de responder. Não somos apenas um, algo que possa ser colocado de forma objetiva. Ao contrário, somos multi-dimensionais, compostos por experiências e fatos que moldaram nossa personalidade. A maior parte do que somos, pensamos e sentimos é um mosaico de sensações passadas que nos direcionam indiretamente ao nosso agir próprio. Esse mosaico é grande demais para ser sintetizado ou ao menos definido em linhas objetivas. Ficamos agora com a nossa essência, que também não pode ser descrita, pois é tão profunda que na maioria das vezes nem nós mesmos a conhecemos. E agora? Como responder à simples pergunta de "Quem sou eu?"? Não se pode. Não se consegue. Porém pode-se responder "Quem sou eu agora?". Quem somos momentaneamente pode ser respondido falando-se de nossas crenças e desejos, tudo aquilo de menos inconstância em que acreditamos no momento. Assim sendo, posso me descrever e responder "Quem sou eu agora": Há pouco tempo pensei não acreditar em nada, não ter sonhos ou esperanças, mas vi que a vida é muito mais que a simples existência. Vi que mesmo achando que não tinha crenças, enganando-me ao tentar reprimir meus sentimentos sobre a vida e sua beleza, cheguei à conclusão de que realmente acredito na sua força. Acredito na força e beleza da vida, acredito no amor em todas as suas magnitudes, seja entre irmãos, entre pais e filhos, entre amigos, entre amantes. Por mais inconstantes que sejam os sentimentos é difícil deixar de amar alguém. Acredito que não exista o bem ou o mal absolutos. Nem a verdade ou mentira absolutas. Mas no meio de todo esse relativismo, eu acredito que existem decisões certas e erradas. Não por si só, elas tomam esses valores à medida que toma-se ciência e aceita-se as consequências dos atos. Acredito que uma decisão só é certa, não importa qual seja, se for tomada de modo consciente e aceita-se carregar o peso de suas consequências. Acredito que é importante dar valor a quem te ama, e ir atrás de quem vai atrás de ti. Acredito sim que a vida é efêmera, mas certas realizações ressoam no futuro, afetando outras vidas, as que são, e as que ainda hão de ser. Acredito que deve-se trabalhar para melhorar a vida de quem está ao teu redor. Acredito que momentos ruins serão apenas lembranças, e que os momentos bons traremos conosco até o fim de nossas vidas. Por fim, acredito que há felicidade, ou algo perto disso. Essas crenças podem se modificar com o tempo, mas sempre manterão a sua essência. Abraços a todos que me amam, eu amo vocês também.
Thales Pereira
Enviado por Thales Pereira em 06/09/2006
Reeditado em 02/03/2007
Código do texto: T234097

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Thales Pereira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thales Pereira
São Luís - Maranhão - Brasil, 28 anos
18 textos (771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:02)
Thales Pereira