Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


O Sol e a Lua “Eternos Enamorados“.

No céu o sol e a lua
São eternos enamorados 
logo à primeira vista
Já ficaram apaixonados 
As nações não existia
Mas entre os dois já havia
Amor forte e consagrado.

Deus ao mundo deu inicio
Resolveu então criá-los
Dando-lhe o acabamento
Para o sol iluminá-lo
Dando ao mundo a beleza
E a lua com certeza
Ao sol veio acariciá-lo.

A lua ilumina a noite
E sol clareia o dia
Com esta obrigação
O casal nunca se via
Causando tanta tristeza
Ao casal da natureza
Amavam-se, mas não se via.

A lua por sua vez
Ficou muito amargurada
E com este desencontro
Mesmo sendo a namorada
Às vezes caia em planctos
No céu ficava num canto
Mas não era procurada.

O sol recebeu um título
Para ser o “Astro Rei”
Este título de nobreza
Mas feliz nunca lhe fez
Deus para lhe conformar
Lua terá, dia e noite a clarear!
Pra não haver mais tristeza

Deus assim lhe explicou
--Vocês terão brilho próprio
Lua iluminará noites quentes
E as frias a seu critério
Encantando os namorados
Nas noites quando abraçados
Confessando seus mistérios.

--Sol sustente este título
Serás um astro importante
Dando calor aos humanos
No espaço es brilhante
Com este teu brilho forte
Do homem tu dar suporte
No espaço é o gigante.

A lua entristeceu
Com desgosto até chorou
O sol ao vê-la sofrer
Foi a Deus e implorou
Mostrou a sua aflição
Pedindo a Deus solução
Para o seu caso de amor.

Senhor ajude a lua
Ela é mais fraca que eu
Não suporta a solidão
Vive só sem apogeu
Deus então fez as estrelas
Só para satisfazê-la
Mas juntos não concedeu.

Até nos dias de hoje
Eles vivem separados
O sol esquenta a paixão
E a lua aos namorados
O sol finge ser feliz
E a lua sempre diz
Não vejo meu namorado.

Deus queria que a lua
Fosse cheia iluminada
Mas ela nunca consegue
Tem as fases separadas
Provando que é mulher
Na vida tem seu mister
Ama ao sol e é amada.

Lua e sol seguem o destino
Mesmo sendo separados
Ela junta das estrelas
No espaço lado a lado
Um ao outro dar ternura
Vivendo lá nas alturas
Pelos poetas lembrados.

Deus decidiu pra o amor
Nada será impossível
Nem mesmo a lua e o sol
Tem que ser reconhecível
O eclipse Deus criou
Pra lua e sol se juntar
Num momento se amar
Criando este fato incrível.

Veja bem lá no espaço
Preste atenção ao olhar
O sol encobrir a lua
Se deitando para amar
É o ato deste amor
Que o eclipse formou
Pra este casal se amar.

É importante lembrar
O brilho do seu êxtase
É tão forte aconselha-se
Não olhar bem nesta fase
Um amor forte se apega
A olho nu você cega
Pra isto eles são capazes.



//Anizio

//Recanto

Campina Grande, 07/09/2006



Azsantos
Enviado por Azsantos em 07/09/2006
Reeditado em 05/09/2009
Código do texto: T235131
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Azsantos
Campina Grande - Paraíba - Brasil
652 textos (61147 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:49)
Azsantos