Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O CÉU DOS PROFANOS

As vezes é preciso ver o céu cair
para se saber que está no inferno.
Saber a sua posição no mundo
é saber o que é o mundo.
Entre viagens lunáticas ao paraíso
e depressões sôfregas no inferno
vamos perdendo a nossa inocência,
a nossa sinceridade,
e a nossa fé...

Quando tudo o que se tem são pedaços de céu quebrado
sempre se monta um inferno... Eis a engenharia da decadência
configurando a realidade,
a única realidade que resta dos estilhaços do céu... 

Mas nos guetos do universo,
na periferia do panteão...

Há um outro céu onde nuvem e sol
possuem o mesmo valor;
onde se morre, se nasce, se perde, se ganha,
mas não se fala de amor; ama-se.
Onde as bocas não falam; apenas salivam e degustam;
onde é impossível falar, de tanto sentir...
Onde nunca se sonha porque tudo acontece;
onde o céu não se quebra porque não é sagrado;
onde o brilho dos olhos vale mais que
mil velas acesas...
O céu dos profanos.
Iguaçu
Enviado por Iguaçu em 10/09/2006
Código do texto: T236633

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iguaçu
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil
118 textos (9999 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:26)