Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASTRO REI

O sol que ardia naquela estação
Estava a pino e bem destacado
Envolto de círculos em cores diversas,
Grande umidade o ar carregado.

Calor gigantesco num corpo deserto...

Mormaços de amores no lado do peito
Fervilha geral em toda extensão,
Vapor que sublima condensa em lágrimas
Eclode nas câmeras de toda ilusão.

Correntes no leito do desfiladeiro
Molhando com jeito o perene rosto
O pressuposto com trejeito tosco
Balança o orgão de cavidade oca
Tranformando planto em inspiração.

Em todas vertentes que o lago formava
Bombeando e puxando ELE transportava
Toda providência que necessitava.

Renova o ciclo e nessa abundância
Alimenta a esperança,
Dá um novo sentido ao sonho perdido
E sucumbido de novo é libido
De outra ilusão.
Sebastião Bronze
Enviado por Sebastião Bronze em 10/09/2006
Código do texto: T236823
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Bronze
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 56 anos
72 textos (4061 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:23)
Sebastião Bronze