Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR PERIFÉRICO

Esse amor periférico,
Ainda que não me deixe descoberta no peito,
Descobre-me os buracos.

Não são de suas palavras que sinto falta.
Não do silêncio longo demais para me calar
E me implorar menos sentimento.

Não tampouco da minha vontade.
O desejo sempre me deixou lacunas que zumbiam
Entre tantas frestas em mim sem encaixe.

Sinto falta mesmo, para maior inconformismo
Do meu coração metido a profundo,
De calar-me na sua fuga dissimulada.

Sinto falta da perdição involuntária
Que era congelar na sua presença
Respirando o teu silêncio.

Eu não queria e, ainda assim,
Era inundada diariamente por sua presença
Trezentas mil vezes maior na minha vida.

Eu te amava por causa da vida
E não por minha causa.
E isso era lindo. Você era lindo.
Renata Marques
Enviado por Renata Marques em 29/09/2006
Reeditado em 30/09/2006
Código do texto: T252648
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renata Marques
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 36 anos
12 textos (16531 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:21)
Renata Marques