Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Super negão, morto e enterrado!

 
Hoje, o super negão está morto! Morto e enterrado. É, não acredita? Pois bem, o super negão está morto e enterrado por se encontrar sobre a cama babando, roncando e sentir exalar de seus poros um perfume barato do qual ele nem se recorda o nome da dona. O super negão está morto e enterrado por ter se cansado de chegar a casa ao alvorecer. Se cansou de subir o morro e andar uma longa distância desde a condução que o deixa em um lugar qualquer. O super negão está morto e enterrado por não agüentar mais o último gole e a fumaça seca que o penetra perfurando a garganta, o pulmão e tudo mais. Não consegue mais achar cadência nas conversas tolas dos amigos de copo, não sente apetite em discorrer sobre uma mulher qualquer, mesmo que seja sobre aquela que pensou tê-lo feito feliz. O super negão está morto por sempre ouvir piadas tolas se referindo a sua virilidade, sua beleza, seu jeito ímpar de lhe dar com as paixões. Chega! Isso cansa! O super negão está morto e enterrado pelo fato de não poder segurar um copo de cerveja e aparecer logo em seguida um enxame de mulheres a lhe rodear. O super negão está morto e enterrado! Cansou de ser cortejado, cansou de ser querido, cansou de ser. O super negão está morto e enterrado, quer ser apenas um neguinho.


Brejinho, 02 de fevereiro de 2006.
leo bento
leo bento
Enviado por leo bento em 12/10/2006
Código do texto: T262892
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leo bento
Belford Roxo - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
1 textos (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:11)