Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

seguindo sem sangue-tentando-

Fechei a conta no bar pelo nosso amor. Larguei mão da vermelhidão e nao quis que voce notasse isso. Foi a Doralice que me aconselhou. Disseram a Dora, que amar era tolice, bobagem e ilusão. Só que ela nao acreditou, quis casar-se. Casou, sangrou e doeu. Entao resolvi largar mão do vermelho, pois quando sangra fica feio. Não é? E fechei minha conta no bar parar mostrar que sou uma boa mulher, mulher de casa, mulher boa. E-laia- e entre tantas bobagens e apertos-de coração e de cinturas- a vida segue..
Moan
Enviado por Moan em 02/11/2006
Código do texto: T280372
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Moan
Recife - Pernambuco - Brasil
10 textos (294 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:33)
Moan