Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

colegial

O sol queima meus olhos, melhor deixá-los fechados.
Andando nesses corredores vazios onde meus passos ecoam o som da nossa glória.

Respiro forte, tento o possível para erguer minha cabeça.
O corredor vazio agora está cheio, olhos se viram para mim como rifles.

Prossegue uma guerra silenciosa.

Guerra sem sangue, guerra que me destrói.
Uns esbarram por mim e outros nem chegam perto. Prendo a respiração, o ódio toma conta de mim.

Passo por todos sem olhar pra trás, repito milhões de vezes meu karma.

O desjejum de campeão barato misturado com o gosto de raiva incentiva qualquer coração partido a sangrar e bater e bater e bater.

Aperto meus punhos, porque hoje eu vou lutar, lutar até esfolar meus dedos.

Bater de olhos fechados, até cansar.

O medo faz o ambiente feder, mas ninguém reclama do cheiro.
O sol ainda bate no corredor, não vou desistir.

Vou ficar aqui por três anos.
Três anos.

Três anos na defensiva
Marie
Enviado por Marie em 05/11/2006
Código do texto: T282765
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marie
São Paulo - São Paulo - Brasil, 26 anos
2 textos (75 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:02)