Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MULHER

Mulher é assim, "uma beleza imensa", como disse o Luiz Vieira. É também uma Florbela, que sangra por seus amores, mesmo que durem um dia. Mulher é a mãe do "meu guri" e também é aquela cujos três filhos morreram hoje queimados porque ela estava trabalhando.
Mulher é como todas as antigas deusas da beleza que encantavam outras mulheres e todos os homens. E é também as pobrezinhas sem amor, sem colo, sem nada.
A mulher sempre é anjo, mesmo de perdição.
Suas asas invisíveis a levam a outros e desconhecidos lugares, de onde traz os planos, os risos e os beijos.
Mulher é assim, está sempre atrás. Atrás dos sonhos, dos seus e dos outros, dos sonhos dos filhos, dos sonhos dos homens para realizá-los. Atrás do sustento e do alento. Atrás da beleza, do sucesso, do prazer e do amor.
E de carinhos simples e inesperados. Mulher atrai. Mulher é um bicho meio estranho, maravilhoso e esconso. Sai na chuva pra se molhar e quando um raio cai em si, ela nunca cai.
Mulher é gente também e também chora de dor, escondida no quarto, às escuras, como os homens choram. É girassol e penumbra. É luz e lodo. É flor.

Saramar Mendes
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 06/11/2006
Código do texto: T283674
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
1727 textos (173718 leituras)
23 áudios (10645 audições)
35 e-livros (8978 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:09)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor