Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canção da chirimóia

Uma vez ou então duas

era a chris
chirronaris

ou cris de chirronaris

era meu amor
a maldita que tanto odiei

não era mulher
era trapo
no sertão de chirimoias

bebi de seu suor numa garrafa de absinto

e fiquei bebado na beira do anoitecer

noturno
o turno
soturno
coturno
sem turno

na turne dos rebeldes

fui pisoteado

odeio

adoro

sistemia

sistoma
sintoma

pés.....pésssssssssss...péssimo....pé

Anjo da escuridão
Enviado por Anjo da escuridão em 11/11/2006
Código do texto: T288819
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Anjo da escuridão
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
5 textos (71 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:36)
Anjo da escuridão