Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Linda, linda, linda, ...

  Linda, Linda, Linda.


``Rompestes em fulguras,
  vindo magnífica,
  como num dia vieram águas e céus,
  e,
  te puseste lampejante,
  e o dia foi mais dia, o sol foi mais sol com teu brilho.
  E, assim,
  descestes exuberante em lineares véus,
  tua beleza alcançou estrelas, céus,
  só vejo-a, só beijo-a.

  Nasceu-me um Sol naqueles tempos,
  nos nossos lugares...
 

Veja o que eu encontrei...,
veja...,
veja teu perfil,
teus traços;
Teus prógonos são de longe.

Vimo-nos um dia,
talvez,
bem lá atrás.
Isso deixa-me louco,
é o cúmulo dos alteamentos,
faz-me voar em meios, em meios psicodélicos,
de encanto,
nítidos e claros, no entanto;

Linda..., teu nome é Linda...,
De onde vens... ?
Ah...
teus lindos olhos mostram-me,
que lindos olhos rutenos:
Vens do oriente, de onde nascem as coisas,
lá as almas incandescem, levitam...

     -Não..., ai..., desculpe tá... ?


O que foi ? Falei algo errado ?

     -Não, tudo bem, ehhh..., não estou acostumada assim...
     -Sabe..., nunca conheci alguém...,
      voce me chamou a atenção..., me deixou assim...,
      Te gosto porém...


Huhuum...

     -O que foi ?
     -Não fique chateado...

Não, não..., tudo bem.
É só porque estou aqui, bem diante de ti,
aqui mesmo me perdi,
acho-me aqui,
no entanto,
veja só,
e,
ao passo que te encontrei...,
não sei se vais estar comigo...

Somos tão jovens, porém já senti essa profusão.
Comovo-me aqui, nesse ínterim,
fecho os olhos e vejo nossos olhares condoídos,
numa esfera, num ambiente de ventos,
por isso,
vejo teus cabelos voando,
de alvura serena o teu rosto,
entrementes,
teus olhos expressam dôr,
a mesma que fere meu coração,
impilo-me à baixar minha fronte,
em adoração, em respeito, em medo, em pagas, não sei.


E você nada diz  ?

     -Huum, sabe, voce fala de coisas muito bonitas...
 
 

Já sei,
tuas gentes adoram a alquimia ,
algumas pessoas esperam isso de voce,
não me subestime, sinto-me inteiro, ainda, faceiro...,
Dói-me saber de tuas disciplinas, não vês ?
Apostam em tuas conquistas, de um mundo inteiro.

     -Não, pára...
     -Fico até nervosa com teu jeito.
 

Um tempo depois...


Não sei bem o que quero da minha vida.
Mereces alguém melhor,
de posses, talvez,
alguem superior, não me vejo em condições...

      -Por quê ?

Errhhh, eu acho que não vai dar certo...,
não sei,
não estive por perto,
não me sinto pronto...
...voce nunca me disse se me amava,
e,
nessas horas eu me acamava,
e é quando o inimigo me difavama,
nada me acalmava,
por isso não via-te de perto,
por tudo, acho tudo incerto...

     -Páre, por que está falando assim...?

Sabe meu amor,
acredito que não vai dar,
não vai combinar,
nosso amor vai afundar,
eu já afundei,
não me acho,
tenho-me lá embaixo,
em nenhum lugar,
ando de bobagens...

     -...agora nós podemos...

Não.
Eu sinto muito,... não vai dar...

     -Eu não entendo...;

Também não entendo...;

     -Já imaginou como seriam lindos os nossos filhos ?

 
                                                               ( interregno...)



Te amo muito,
meu sentimento por voce me corroi,
e dói,
porque
não daria certo,
sabes dos meus defeitos,
buscam, é certo, teus deleites,
mas,
já falou deles,
talvez o ciúme de que voce fala...
talvez as coisas que voce não fala...


Certo que verás-me arrependido,
que tinha podido,
verás-me indo atrás,
teu consentimento não mais me darás,
será o fim, aliás;

      -Mas..., por quê ?

Eu não sei..., estou deserto, faço-te minha, ainda,  enquanto suspiro.
Minha, a mais Linda mulher que já vi.
Adeus, ou melhor, ...por Deus..., por Deus..., deixa que eu dê uma volta e meia
no ceu, de dez anos cada uma , e volte para ver-te de novo : Linda !!!



Teobaldo Mesquita






Teobaldo Mesquita
Enviado por Teobaldo Mesquita em 27/11/2006
Código do texto: T303096
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Teobaldo Mesquita
Rio Azul - Paraná - Brasil, 52 anos
94 textos (6368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:24)
Teobaldo Mesquita