Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ser e estar

Ah, meu amor de ontem...é poesia...
anônima
atônita
platônica
incógnita...
Amor faceiro, fagueiro
Amor inteiro
Por carta, quem diria
Sem toque(por fotografia...)
Já não sei onde estás
(ou como,ou com quem)
só resta o retrato desbotado
o papel amarelado
Mas eu sei que te amei...
que te amei
Que amei...um sonho
um sonho doce, com um cavaleiro andante
(quase um Dom Quixote)
que me levaria( em suas cartas vibrantes)
a mundos desconhecidos
a lugares nunca  visitados
por mares nunca navegados.
Eu só sei que sonhei
que sonhei
que amei
que sonho estranho...
platônico
atônoto,
incógnito
como devem ser os sonhos...
nádia estrela
Enviado por nádia estrela em 28/11/2006
Código do texto: T303777
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
nádia estrela
Torres - Rio Grande do Sul - Brasil
87 textos (2055 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:35)
nádia estrela