Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS FLORES DE MIM

AS PALAVRAS SÃO FLORES NO CAMPO...
SO COLHE AS MELHORES, QUEM SABE QUAIS SÃO.
TENTO COLHER AS FLORES QUE EM MIM HABITAM.PORQUE AS FLORES SE PRESTAM A TUDO: A DESCULPAS, A FELICIDADE, A SAUDADE, AO AMOR, A PAIXÃO, A LASCIVIA, A MORTE OU, SIMPLESMENTE, A CELEBRAÇÃO DO NADA, MUDAS E CALADAS, TAL COMO AS ONZE HORAS ABERTAS AO MEIO DIA, QUE SE ESPREGUIÇAM PACHORRAMENTE E, IGNORANTES DE NOSSA EXISTÊNCIA, BELAS SÃO.


TENTO COLHÊ-LAS DELICADAMENTE, COMO SE FOSSEM DE CRISTAL, POIS DE FATO, O SÃO; CRISTAIS DE MATIZES DIFERENTES, DEPENDENDO DA PROFUNDIDADE E SOLO DE QUE FORAM RETIRADAS...

PALAVRAS SÃO FLORES, QUE OUTRORA, SEMEADAS, SE PRESTAM À SORTE DA FERTILIDADE DO SOLO QUE AS ACALENTA E GESTA OU DAS MÃOS DO COLETOR, QUE TANTO AS ACARICIA OU SIMPLESMENTE AS PODA, COMO SE SUA BELEZA E PROFUSÃO DE CORES FOSSE UM MONTE DE NADA E NÃO UM DIVINO MILAGRE!

COLHER FLORES É, PORTANTO, UMA FORMA DE ARTE E QUEM POR VENTURA, SE FERE EM SEUS ESPINHOS, ANTES DE VER AS GOTAS DE SANGUE QUE DOS DEDOS LHE BROTAM, DEVERIA SENTIR O GOSTO DOCE E QUENTE QUE ELE PRODUZIU...
Leniza de Astério
Enviado por Leniza de Astério em 30/11/2006
Reeditado em 06/12/2006
Código do texto: T305606

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Leniza de Asterio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Leniza de Astério
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil
35 textos (1802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:24)
Leniza de Astério