Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Depois de uma noite


Como apagar da alma as marcas gravadas com tanto esmero...como não  lembrar dos cheiros, se tudo ao redor, vai e volta...
É no abraço da noite que  teço meu dia...quando durmo embalada nos braços macios dos meus devaneios, entre um sonho e um desejo...
Rego minha alma de sensações, deixo-a beber todas as emoções, pra sentir em mim a vida entrando e fazendo pouso. Aprisionada entre paredes caladas e a meia luz singela, vejo o escorrer das horas pelo fio de luz da janela...viro e reviro agarrada ao meu travesseiro, redesenhando na mente ansiosa, tantas imagens...Há um misto de silêncio e um sussurrar de palavras, que me espreitam , pondo-me em guarda os sentidos...um gole de loucura servido com malícia e a emoção flui gostosa...
Que importa se adormecer, ou se contar as horas pingando no tique taque que aos pouco vai ficando esquecido...se tudo cá dentro desse espaço me pertence tão somente...
Que importa se o dia me encontrar abraçada a minha pele simplesmente, esquecida e longe de todas as conveniências...
Cá dentro, onde a vida é minha, e tudo que quero me pertence; deixo espalhado de mim por todo lado, os sonhos, as emoções, estilhaços e fragmentos da noite que roubei, para tecer o meu dia...
Quando amanhecer e pela nesga da janela o dia me estender as mãos, terei nos olhos, um mar em repouso, no peito canções e cânticos nascendo em pautas leves...
Quando o dia se estender sob os meus pés, e abraçar o meu corpo descoberto...me verá uma outra mulher...depois de muito beber noites de silêncio, depois de muito borrar e apagar as minhas velhas pinturas e tatuar na pele e na alma novos contornos, atendo aos seus insistentes chamados...e vou viver o que ele tem pra me oferecer...
Bom dia para a vida que me segura e me cura em cada momento...bom dia para a essência do universo que reconhece a minha inteira...nunca em migalhas...
A vida circula dentro de mim, e eu me permito não fazer nela nenhuma mistura...quero-a pura como me chega, pra senti-la por inteira por dentro e por fora...só minha...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 11/07/2005
Código do texto: T32943

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55629 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:23)
Angélica Teresa Almstadter