Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRAVIDEZ CEREBRAL

Meu cérebro está grávido,
mas não pode parir seus rebentos.
Minha boca aborta as idéias
querendo extirpar o desalento.
Meus olhos buscam vida
nos corpos alheios à minha fadiga,
resultada da busca devairada
por emoções naturais
de sentimentos
que não tenho mais.
Meu cérebro se contorce,
me força ao raciocínio,
não tenho mais o domínio
dos nervos que se cansaram,
não são mais frenéticos.
Se meu cérebro parisse
seria complicado explicar
as mudanças que seus rebentos
iriam provocar
nos éticos costumes rotineiros.
ANA MARIA CALHEIROS DE MELO
Enviado por ANA MARIA CALHEIROS DE MELO em 12/09/2005
Código do texto: T49704
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ANA MARIA CALHEIROS DE MELO
Francisco Morato - São Paulo - Brasil, 57 anos
50 textos (2312 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:19)