Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Mesmice


As horas que passo comigo mesma, são repletas de lembranças, apenas isso. Não há palavra que possa me salvar, por isso sobrevivo de esperança. Quem sabe em outra oportunidade, eu demonstre fragilidade, sem essa determinação criada por defesa. Quem sabe em uma próxima vez, eu seja dócil como as flores de uma primavera e afável como uma criança. Quem sabe o amor me encontre na surpresa e eu sinta vontade de segui-lo... cega, feliz e sem receio. Quem sabe esta mesmice se acabe e eu volte a sorrir como antigamente, despreocupada com o tempo que passa, me devolvendo a vontade de acreditar...


 

Angela Lara
Enviado por Angela Lara em 17/09/2005
Reeditado em 21/03/2012
Código do texto: T51272
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angela Lara
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1830 textos (247896 leituras)
53 e-livros (15732 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:35)
Angela Lara