Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lindonéia - Retrato em Branco e Preto(cont.)

                      21. Tiago


Carnaval de um ano qualquer, alfazema, colar, seguia eu a patuscada do Gandhy. Rua Ruy Barbosa – Tiago – Beijo na boca. Passou Quarta de Cinzas, Sábado de Aleluia, Boa Morte, Conceição.


                      22. Jantar

Papai, mamãe, a televisão no centro, notícia mastigada, sorriso brancoamarelado, barba sempre pós-feita, televisão, arroz com feijão, arroz com feijão. Entre duas novelas.

                      23. Beijo


O dia passava lento, julho, carambola cheirando, biscoito esfriando na janela, Lilico a perseguir um gato pirracento, Drummond, Cecília, Lispector, beijava isso toda tarde, beijava o dia, Graciliano.Gostava dos livros, das páginas, pós-páginas. Deplorava Vadinho, amei Raimundo, o mulato e os seus impossíveis olhos azuis, amava os livros, suas formas.


                      24. Nojo


Tripa de peixe, o cheiro do Aquidabã, Titio, os carrapatos de Macunaíma, Titio, Titio na mesa do jantar, a transitar dentro de casa com uma toalha amarrada no corpo, a me chamar de sobrinha, a presença dele, Titio Casse Jones.

                      25. Barbalho


São José de cima, os meninos de peito nu, Canto da Santa Cruz, Fonte da Vovó, gude, as sempre chatas carolas da igreja, Água Brusca, Soledade, Noite de São João.

Deijair Miranda
Enviado por Deijair Miranda em 22/09/2005
Reeditado em 22/09/2005
Código do texto: T52610
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Deijair Miranda
Pojuca - Bahia - Brasil, 41 anos
116 textos (5514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:38)