Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Individualidade

Acho engraçado essa forma quadrada, em que o mundo se enquadra, apesar de redondo, ele já está fora do eixo, virando um verdadeiro desleixo, cheio de pessoas cansadas. É tanta alfinetada, é tanto disse e me disse, tantas conversas fiadas, que não valem no final o peso de nada. Acho engraçado esses abraços inseguros, que soltam, e não apertam. O mundo é um conto, em outro ponto traduzido da forma errada. Falamos tanto, que quase não ouvimos nada. Passamos tanto tempo procurando, e no final, não achamos o que procurávamos. O universo nos dá o que julga ser necessário, e suficiente, talvez o problema esteja na gente, que nunca estamos contentes. Acho engraçado como ás pessoas conversam e no final não dizem nada. Elas andam por ai de cabeças baixas, sempre esperando esbarra na tal felicidade desejada. Eu tento entender essa grande piada, que é viver sobre medidas e médias certas, para ser suficiente aos olhos de alguém. O mundo já está ficando pequeno de mais, para egos tão inflamados. O desamor ganhou espaço, e está sendo aplaudido de pé, enquanto não magoar e ferir profundamente você não ganha seu troféu. Eu acho engraçado a forma em que ás pessoas desacreditam em horizontes novos, e fixam apenas no que é mais fácil de alcançar. Nas  falhas tentativas de entender, encontrei-me no meio de uma multidão, perdida e sem nenhuma orientação. Acho engraçado, essas mãos que se entrelaçam, e depois, rapidamente de laço se transformam em nós. Entre tantas possibilidades, vivemos procurando por metades, sem entender na verdade isso só nos faz sermos menores. Queremos ser tão cheios, saciados, de algo que nem nós sabemos. Vivemos procurando por caminhos, que está fora dos nossos trilhos, e acabamos perdidos de nós mesmos. Acho engraçado a falta de afeto, de teto e tato, que tornam ás pessoas cada vez mais individuais, seres apáticos e descompromissados com o sentir do outro.

js
Juliana Sthella
Enviado por Juliana Sthella em 13/09/2017
Código do texto: T6112814
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana Sthella
São Paulo - São Paulo - Brasil, 21 anos
9 textos (81 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/17 19:38)
Juliana Sthella