Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O LOBISOMEM DE SABARÁ

Dizem que foi  no caminho de Boi que morou João.
Um homem normal que não fazia mal a nenhum cidadão

Embora pacato de nenhum desacato o João parecia
que andava cismado com algo de errado que lhe acontecia

Se alguém perguntava, João só resmungava: _ Num é nada não!
Mas se aborrrecia e logo logo  fugia pro seu barracão

Mas como é sabido nada fica escondido entre o céu e o chão
Ea uma donzela o destino revela o segredo de João.

Numa sexta-feira, a lua inteira passeava no céu
e subia a donzela poe estreita ruela quando o fato se deu.

Numa curva da rua, na claridade da lua ela encontrou com João
Ele babava e rugia enquanto pelos cobriam seu rosto, braços e mãos

A donzela bem que queria, porém, não conseguia sair daquele lugar
E sem querer via o homem aos poucos virar lobisomem em cenas de arrepiar

Ali do meio da rua o bicho uivava pra lua maldizendo a sua sina
Depois se emudeceu e logo desapareceu sem molestar a menina

No outro dia bem cedo já todos sabiam o segredo que aborrecia o João
Mas seu corpo fora encontrado com dois tiros alvejados em cima do seu coração.



silasol
Enviado por silasol em 22/08/2007
Reeditado em 22/08/2007
Código do texto: T619034

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (CITE O NOME DO AUTOR E LINK PARA A OBRA ORIGINAL). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
silasol
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 66 anos
654 textos (74589 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 02:15)
silasol