Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por que amamos?

Por que amamos?
 
    Ah!!!! Se eu soubesse por que se ama alguém!!!
    Talvez assim também saberia como deixar de amar.
    Já dizia o poeta: "Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca... ", o amor é assim mesmo, cheio de paradoxos.
   Sabe, às vezes por mais que se tente, a saudade teima em bater à porta, teima mesmo sabendo que algo é impossível, mas.... para a saudade.... o impossível não existe.
   Quando ela bate, dá vontade gritar, de se fazer ouvir, de falar... mesmo que se esteja falando sozinho.
   Descobri que o pior barulho não é som de uma britadeira, mas sim o silêncio.
   Descobri que o sentimento que mais dói não é o ódio, mas sim o descaso.
   Descobri que há pessoas que dão mais valor naquelas que querem seu mal do que naquelas que a amam e querem seu bem.
   Descobri que enquanto alguns clamam por mais amor, outras se ofendem por serem amadas.
   É ... o amor não se explica, apenas se ama.
   Ama-se porque é bom, ama porque é ruim
  Quando queremos, não amamos, Quando menos se espera o amor floresce
   Mesmo quando não se quer, ele permanece
   É uma luta desigual
   lutar contra o invisível, contra aquilo que não é palpável
   Mas lutar contra????  quem disse que quem ama quer vencer essa luta?
   Ama-se apenas porque é amor
   E se o amor é um sentimento tão sublime ...   por que lutar contra?
    Descobri que o melhor é deixar fluir, sentir, amadurecer simplesmente viver
    Finalmente descobri que quem ama vive, quem não ama vegeta



Cido Cipriano
Enviado por Cido Cipriano em 04/09/2007
Reeditado em 21/11/2012
Código do texto: T638383
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cido Cipriano
Barretos - São Paulo - Brasil, 51 anos
9 textos (7709 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:20)