Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cilada do Cansaço

Estou cansada de dar o primeiro passo.
Estou cansada das pessoas sentirem-se estátuas de bronze.
É como se fosse preciso pagar ingresso para conhecê-las.
Mas o que me cansa mais em tudo isso, é o fato que no transcorrer do
tempo, quando as pessoas saem dos seus pedestais e tornam-se humanas, e por vezes desumanas, e as conheço até o que não queria; então começa a vampirização.
É estou cansada.
Cansei-me das pessoas estátuas só se dando conta de mim, quando já ficaram tempos demais paradas para serem contempladas.
Cansei também de dar o último passo.
Sempre é tempo... Sempre; cansa!
Cansei.
Fiquem ai nos seus museus, mausoléus...
Ficarei só, ficarei comigo.
Nunca caí na cilada de depender de ninguém, emocionalmente não!
Mesmo antes de um pensamento mais complexo, por instinto, somente de mim alimento-me.
Quando tudo a minha volta chega ao insuportável, eu hiberno; uma forma de salvação.
É verdadeiramente um inferno, é certo; mas de salvação!
No final de tudo, olhando realmente a minha verdade, que sou eu, senão apenas eu mesma o tempo todo?
Rose Stteffen
Enviado por Rose Stteffen em 06/09/2007
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T641827
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rose Stteffen). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Stteffen
São Paulo - São Paulo - Brasil
1307 textos (175926 leituras)
11 áudios (1660 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 19:03)
Rose Stteffen