Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FALA O HOMEM, ESCREVE O POETA

   

   Hoje é um daqueles dias em que não me apetece escrever!...
   É bem verdade que existem dias assim, mesmo a quem possa ter talento para dar e vender.
   Existe uma explicação para tudo nesta vida...
   No meu caso pessoal julgo que se trata apenas de cansaço físico, que interfere profundamente com a (minha) criatividade.
   Bom, pode não ser bem o caso, pois já escrevi belos textos apesar de estar cansado e meio desinspirado...
   Aliás, a falta de inspiração é para mim uma grande fonte de inspiração, principalmente porque gosto de escrever sobre temas que passem despercebidos a outros autores.
   É bem verdade que poderia publicar um dos muitos textos que tenho por aqui inéditos, mas prefiro apresentar aquilo que me vai no espírito de momento.
   Calculem que estou a escrever directamente no local onde se publicam os textos do site, coisa que nunca antes fizera...
(O mais certo é que esta crónica sem tema, trema e acabe por ter alguns erros... rss)
   No fim de contas e apesar de tudo, estou a ser original, embora talvez não tanto surpreendente e é provável que quem comece a ler o texto nem sequer o acabe...
   Não posso levar a mal... Afinal há por aqui tantos autores que merecem a nossa atenção por aquilo que escrevem e não há tempo a perder com aquilo que nada nos diz.
   Diz-se que de poeta e de louco, todos temos um pouco...
   O fundamental mesmo, é que as nossas loucuras não melindrem, nem prejudiquem ninguém.
   Olhando com mais atenção para o que acabo de escrever, reparo que poucas vezes fui tão autêntico como agora, ao abrir um pouco do meu coração aos pequenos nadas, que acabam sempre por significar muito na existência de cada um de nós.
   Com efeito, embora por vezes não o pareça, a maioria dos meus trabalhos são pura ficção, fruto de uma imaginação fantástica, que é na verdade o meu grande trunfo... (Perdoem a imodéstia.)
   É interessante falar assim na primeira pessoa, sendo apenas aquilo que sou, sem truques na manga.
   O homem fala e o poeta escreve!
   Vale a pena voltar a debruçar-me sobre o assunto numa outra oportunidade.
   Até lá, um abraçooo, desde o litoral centro de Portugal!!!

HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 07/09/2007
Reeditado em 07/03/2008
Código do texto: T642720
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.Henricabilio.web.pt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 56 anos
574 textos (249240 leituras)
20 áudios (22363 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 00:20)
HENRICABILIO