Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOMBRA

Pela primeira vez,
Me dei conta
Da minha sombra.
Minha sempre companheira.
Quando estou alegre,
Se alegra comigo.
Quando estou triste,
sentado e cabisbaixo,
Ela também está.
Nada reclama,
Nada pede,
Não é impaciente,
Nem ciumenta.
Só se me projeta.
Será que me protege?
Protege, sim!
Pois, só há sombra
Onde há luz.
Na escuridão total,
Não há sombra.
Logo, eu sou da luz.
É o que a sombra me diz.
Obrigado, minha sombra.
Estou vivo.




FARNEY MARTINS
Enviado por FARNEY MARTINS em 12/09/2007
Código do texto: T649630

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FARNEY MARTINS
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 77 anos
67 textos (7123 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 00:18)