Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morre lentamente

Morre lentamente quem não se ama
Quem não ama o próximo, e quem
Não tem sonhos, quem não tem planos,
Quem não tem esperanças de um mundo melhor...
 
Morre lentamente quem não planta
Quem não semeia paz e amor
Quem não se preocupa com o próprio lixo deixado no chão.
Quem bebe das águas turvas, quem respira a poluição
Quem não tem o solo fértil para a plantação...
 
Morre lentamente quem se fecha dentro de si
Quem esconde os sentimentos, quem fecha os olhos para não ver
Quem não tem Deus no coração, quem não se movimenta
Quem desconhece o que é “Reconstruir, doar e repartir”,
Quem desconhece o que é gratidão...
 
Então, brindemos a vida!
Mexa-se e ajude a reconstruir o que até agora já foi destruído
Plante e comece a colheita ao final de cada eflorescência
Sentindo no ar puro as flagrâncias das flores
Nas águas límpidas o gosto da vida
E jamais se esqueça de agradecer a Deus,
Pois foi ele quem criou o paraíso em que vivemos...
 



Marta Rodriguez
Enviado por Marta Rodriguez em 19/09/2007
Reeditado em 02/11/2010
Código do texto: T659432

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e o link para o site www.amorxpoemas.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marta Rodriguez
São Paulo - São Paulo - Brasil
448 textos (76643 leituras)
7 áudios (1124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 08:55)
Marta Rodriguez