Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ego

Estou olhando para mim mesma. Neste momento sou minha e de mais ninguém. Chega de roupas, gentes, cores, amores e confusões. Quero ficar nua, quero ficar só, quero o preto e branco. Quero o silêncio do meu canto.
Às vezes, precisamos olhar para dentro de nós, achar nosso centro, nossa essência que se perde ante as superficialidades, futilidades e medos do cotidiano. A ansiedade nos afasta de nós mesmos, nos afasta do real, do hoje. Não quero o amanhã, quero o hoje, o agora. O eterno agora!
Quero viver a intensidade e a beleza de cada momento. Quero ser despida, agarrada pelos cabelos. Quero que enxergue meu centro, a minha fome. Não só o meu corpo com seus olhos de homem.
Quero que aceite minha mulher selvagem, minhas mulheres coloridas e as cinzas também. Que esteja nos meus dias de glória, nas derrotas, que lamba minhas feridas, minhas entranhas...
Que fique comigo, e, que saiba me deixar comigo. Porque preciso de mim. Preciso do eu e não só do nós.

Carolina Salcides em Sexta-feira, Julho 14, 2006


Carolina Salcides
Enviado por Carolina Salcides em 22/09/2007
Código do texto: T663008
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolina Salcides
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
133 textos (53246 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:40)
Carolina Salcides