Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Magia

 
Estreito o tempo em torno de mim e
observo que quanto mais eu corro mais
ele tenta de mim se afastar, entre um dia e uma noite sobram poucas horas tensas onde guardo meus delicados sonhos trançados sem pressa.
Sob a luz tênue e fina que passeia no meu leito deserto, confesso entre travesseiros e lençóis quietos meus receios, tão cândidamente...tão deliciosamente sinceros...
Entre as horas que murmuram e o silêncio que espreito atrás das portas, sobram muitas conversas, risos soltos,
contidos...e abafados gemidos inconfessos...
Nem uma noite é inteira para eu guardar tantas idas e vindas por esse
vão da janela, e nem divido esse assombro de desejos que de ti derramam em mim...
Tomara ninguém se dê conta desses hiatos abertos no tempo que nos cerca, assim continuamos sóbrios amantes
antes e durante...como quem fita na sala de espera plácidamente o tempo que escorre sem pressa...
A vida não marca compassos, não reduz os efeitos do tempo, não avalia
as nossas escolhas, mas sabe como ninguém manter a magia ao alcance das mãos qual fora um mimo que
que toca bela melodia quando desperto
pelas mãos hábeis dos donos desse
breve instante onde frágeis
bailarinos deslizam com graça,
antes do cerrar das cortinas...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 03/11/2005
Código do texto: T66965

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55627 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:04)
Angélica Teresa Almstadter