Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor aleatório, mas sempre amor

Sou simples e estou engatinhando
nas palavras, nos pensamentos, nos sentimentos
pra provar que a inocência pode ser algo que se vê

talvez ninguém saiba o real motivo
de sempre nos escondermos tanto

exemplo são essas coisas que saem da minha cabeça
e vão direto pra escrivaninha
em menos de cinco segundos

de onde vêm então?
do mesmo lugar dos pensamentos
dos sentimentos

descobrir não é a razão
sentir mais e mais
é minha paixão

retratos vêm e vão
só trocamos o local de portá-los
junto com a natureza da específica emoção que ali está
naquele momento

nunca senti tanta efemeridade
nas coisas na vida
ah! desisto de querer entender

amor nunca ninguém compreende
mas sempre todos sentem
assim
juntinhos calados
ou gritando ao mundo
e na verdade separados
Luna de Castro
Enviado por Luna de Castro em 30/09/2007
Código do texto: T674821

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luna de Castro
São Paulo - São Paulo - Brasil
29 textos (1026 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 19:46)
Luna de Castro