Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

[Que Gosto Tem se...]

Tenho vontade... não; é mentira;
a tal da Vontade é mansa,
é feito caminho de lesma ao sol!

Eu tenho mesmo é ânsia doida,
desejo infrene de saber teu corpo,
de saporear o teu corpo,
de saber o sabor de teu mistério,
saber o sabor de mim em teu corpo,
saber o sabor de ti em mim,
saber, no céu da minha boca,
no centro da minha língua,
o sabor que me leva ao infinito!

Meu cheiro, teu cheiro,
meu gosto, teu gosto,
até que a morte engate
a marcha ao contrário,
e o carro da minha vida,
parado na lama vermelha,
fique lamentando baixinho,
de faróis mortiços, pensando
no que poderia ter sido,
se eu apenas... Ah! Mas eu,
quem sou eu, afinal? Quem?!

[Que gosto tem [a vida] se eu te tocar
assim, ponta de língua lambilenta,
em círculos que se confundem... lá?!]
__________________
[Penas do Desterro, 10 de outubro de 2007]

Carlos Rodolfo Stopa
Enviado por Carlos Rodolfo Stopa em 10/10/2007
Reeditado em 10/07/2012
Código do texto: T688041
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Carlos Rodolfo Stopa e o site http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=1377). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Rodolfo Stopa
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
979 textos (48698 leituras)
33 áudios (3326 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:38)
Carlos Rodolfo Stopa