Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

In Se

Ele saiu àquele dia com uma certeza. Não, não era o tipo de certeza que pretendem os fatos, nem era uma idéia fixa das que tomam a gente e cega e faz querer mais nada, sem atinar, sem demover. Era algo que ele sabia - sabia e só! Ou melhor: era - era e só! E sendo, não carecia de causa, nem saberes; não carecia de fatos que engendram e precisam e digerem. Fatos são manhãs e noites, marés e estações; fatos são feras e belas em cantos de contos e encantos.
 
Ele saiu àquele dia sem causa, sem fato, sem saberes, sem encanto - saiu e só!
 
Ele saiu àquele dia. E entanto ínvia a estrada, conquanto sua, porquanto bela.
 
Ele saiu àquele dia, só e fera.
 
Nunca mais voltou, porque ínvia a estrada.

2007, 14 Out
Andrei Portugal
Enviado por Andrei Portugal em 14/10/2007
Código do texto: T693770

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrei Portugal - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andreiportugal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrei Portugal
Fortaleza - Ceará - Brasil, 42 anos
49 textos (3974 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 11:29)
Andrei Portugal