Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pesca Dor

A praia sem leito
de areia e madrugada
Muitas horas
no  cimo do peito
e o dia que nasce
do nada

Pesca a dor
e dança descalço
em camisa
curvado pró mar
sentinela
da água e do espaço
peixe à espera
que falta  saltar

Uma vida
de gente madura
Ir à sorte
é ir outra vez
Basta água
pra tanta secura
eis a sina
de tantos porquês

Esse peixe que salta
a humidade que rói
O regresso que falta
Neste corpo que dói

São as horas a fio
essa lua a mirar
é o encher do vazio
Pra depressa voltar.

lucianobarata
Enviado por lucianobarata em 14/10/2007
Código do texto: T693984
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
lucianobarata
Portugal, 67 anos
43 textos (1463 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 00:45)
lucianobarata