Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Fiel Companheiro

Na sutilidade da noite fria...
Só o silêncio foi meu companheiro.

Vagarosamente, até as milhares de luzes da cidade acesa  Foram se tornando confusas...complexas... E sem razão tornou-se o seu brilho.
E eu fui ficando cada vez mais atrelado ao meu fiel companheiro por toda noite-manhã.

E no difícil caminhar, arrastando a noite, pesaram os meus olhos vermelhos de areia, e acabei recebendo o que não era sonho e sim, o tão esperado dia dos namorados...  Dia dos corações apaixonado feito o meu. No qual estive apenas contemplando  o meu fiel companheiro, na minha terrível embriaguez...E ela não veio.

Bruscamente rasgou o sol abrasador no infinito céu azularado. Beijou-me a face...
Roubou minhas lembranças de delírios mil, e tombei ao lado do meu velho e fiel companheiro, feito um trapo de gente, cansado da noite mal dormida e mal amado, e mesmo assim... Ela não me apareceu com meu sempre esperado presente de namorado!
Francisco Alves
Enviado por Francisco Alves em 22/10/2007
Reeditado em 22/10/2007
Código do texto: T705112
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Alves
Limeira - São Paulo - Brasil, 54 anos
13 textos (701 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 17:16)
Francisco Alves