Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conversa de olhos

È tão encantadora, seu sorriso me transporta para um paraíso, um mundo perdido, intocado, colorido.
Quando encontro em seus braços o calor de teu abraço, o aperto gostoso de um dengo manhoso, de voltar à infância e me sentir criança.
Quando encontro em teus olhos, a suavidade do amor, do carinho sem fala, da donzela de beleza rara, do prazer a brilhar, do brilho único de teu olhar.
Quando sinto tua pele, suave, lisa, quente, tão envolvente, que dá vontade de ficar grudado permanentemente.
Quando o gosto de tua boca de teus lábios macios, gruda na minha, trocando saliva, trocando sabores, é como se não houvesse provado nada na vida.
Quando suas pernas, lindas e compridas, macias e envolventes, se enroscam nas minhas, ou em minha cintura, me grudando a você, seria um ótimo jeito de morrer.
Mesmo assim, quando nossos sexos se encontram em violência cadenciada, com seus gemidos roucos, seu corpo todo remexendo e contorcendo.
Quando chegamos ao gozo, quando sorrimos um para o outro, e nasce um novo beijo, e depois outro.
Quando recomeçamos de novo, e de novo, e no final quando olho em teus olhos, e dentro dele vejo o brilho do amor.
Sinto meu coração em festa, pois isto me interessa, que nossos olhos tenham sempre esta conversa.

Te amo minha pequena, minha encantadora mulher, e saiba que você sempre está dentro da minha cabeça, para que assim em nenhum momento eu lhe esqueça.
Marco A Gaspar
Enviado por Marco A Gaspar em 25/10/2007
Código do texto: T708873

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco A Gaspar
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 45 anos
25 textos (686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 16:28)
Marco A Gaspar