Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MODI QUE





Fico mei aperreado,
Modi que, sei não.
Um trem ansin, apertado.
Coração no peito parece qué isprudí.
Vixi mãinha, coisa de loco sô.
Na cabeça caraminholas, vão e vem.
Inté virá rodamuim, e começa gira e gira,
E girando os pensamento,
Qui logo começa a ver coisa.
I vejo no rodamuim seus cabelos
Seus oínhos, dengoso a mi oíá.
Boca de carmim, fazendo beicim.
Dengosa pra mi bejà.
Sinto seu xero, fico arripiado.
Lembro seu sabor, fico isfomiado.
Cada veis mais aperreado,
Avexado, arretado, impaciente.
Coração apertado no peito
Mais dipressa cumeça batê
Modi que, sei sim.
É a falta di ocê cumigo

28/10/2007


JAlves
Enviado por JAlves em 30/10/2007
Código do texto: T716628

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (J. Alves http://www.recantodasletras.com.br/autores/jalves). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JAlves
São Paulo - São Paulo - Brasil
102 textos (11538 leituras)
16 áudios (2199 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 10:34)
JAlves