Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o modelo ideal

O MODELO IDEAL

 Num certo dia de inverno,  decidido Prossegui ao abraço da   brisa fria e definitiva que me conduziu para outro lugar.
Sai da praça e segui em direção ao objetivo traçado.
Diante de todas as cenas de ingratidão e repúdio, esta que  presenciei realmente ajudou a  afetar, ainda mais, o despojo.
Após atravessar o centro da cidade, me deparei, assim que contornei a esquina, com uma casa muito grande e luxuosa que tinha um enorme jardim com árvores perdendo as folhagens e sujando a calçada de acabamento trabalhado, na calçada haviam alguns sacos de lixo que aguardava seu destino, um dos sacos de lixo estava aberto e um menino que tremia de frio e vestia roupas em trapilho procurava, avidamente,  alimento para matar sua fome...  Meu Deus! É um ser humano! Pensei  circunspecto.
Um cão desesperado abria outro saco de lixo e se defendia do menino com um alimento qualquer na boca...
Eram desiguais na igualdade (um cão e um menino)...
Eram iguais na necessidade (a fome).
Difícil imaginar um ser humano em situação tão humilhante, mais difícil era imaginar que isso é corriqueiro no capitalismo; “modelo ideal”.
Do outro lado da rua havia uma mulher que também observava a briga entre os “bichos”, ela estava bem vestida, usava um casaco de couro, luvas e cachecol.
Notei naquela mulher um jeito necrófago pior que a cena que presenciava, a mulher que vestia negro olhou para todo o contexto e sentiu pena do bicho, o menino. Acenou bruscamente e tocou o cão para dentro de seu lar, colocou-lhe uma coleira trabalhada em bronze, e ficou zangada com seu animal de estimação. O menino, com um pedaço de pão na mão, partiu esvoaçado em rumo oposto.
Fiquei perturbado com tudo que vi, e antes de partir pensei indignado:
Que droga de “modelo ideal!”.
...Filho amado e idolatrado pela pátria mãe gentil...
E parti, também, tão esbaforido quanto à cólera que senti ao ver que o  menino sorria enquanto se alimentava.
Mercio Ricardo Correia
Enviado por Mercio Ricardo Correia em 31/10/2007
Código do texto: T717507

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mercio Ricardo Correia
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 46 anos
2 textos (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:38)