Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mil faces

História e não ficção,
Escrevo em desabafo,
Na solidão de alguém que perdeu referências,
Não restaram pessoas partilhando um passado em comum.
Escrevo em código, de forma prolixa,
Tentando encobrir o óbvio.
Censura do amor, que ainda teimo em sentir,
impedindo-me de dizer o que sei.
Para elucidar perguntas,
Desnudar verdades.
Enxergar claramente, o que outrora,
não imaginava em sonhos ou pesadelos.
Ela, que em minha infância foi modelo para mim.
Cheguei a invejá-la pelos predicados
que acreditei possuir.
Inveja sem corrosão,
isenta do destruir.
Inveja admiração.
E algumas vezes,
ciúmes, admito também.
A mãe preta da mãe de mamãe,
 com olhar que transcendia a visão
 toda noite pedia-me para ler
 “São Jorge” para protegê-la.
Hoje não rezo mais.
E mais nada sei sobre ela.
Mas já fui confidente,
Inocente receptáculo
 de mentiras resvaladas
para a insanidade.
Face oculta encoberta
Olhar aparentando inocência,
Para ganhar absolvição
Mil faces
Doce e amargor.
Palavras jurando inverdades,
Solenes mentiras e traição.
Mistério e cilada
O Misto perplexo de
Anjo e demônio,
Menina e mulher.
Insana maldade,
com quem convivi.
Cresci e ultrapassei
Em mentalidade, progressos.
Plenitude desconhecida para ela,
Que guarda em entranhas,
Mágoa, ódio, infâmias.
Tanto despropósito.
Tudo tão sem razão.
Inventora da lógica invisível.
Irracional.
Armadilhas, arapucas,
Tocaia, facas e mãos.
Falácias, destruição.
Tempo veloz escorreu
Tessitura de intrigas e rancor.
Tempo que esvai, não espera.
As pessoas desaparecem nas brumas
É chegada a hora de não ter mais ninguém,
Cobrindo sonhos, cansaço.
O edredon se rasgou.
Aparece o frio e o medo.
Não dá mais para amenizar defeitos,
nem refugo de punição.
Índole escondida e perdida.
Se outrora, levasse bronca ou palmadas,
Talvez não engessasse o coração.



































Magdala Moreira
Enviado por Magdala Moreira em 03/11/2007
Reeditado em 15/11/2007
Código do texto: T721277

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria de Magdala Cascabulho Moreira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Magdala Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
106 textos (10257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 12:57)
Magdala Moreira