Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Constatação


Bem fora do mundo, bem fora do tempo, bem fora do espaço, vive você. Não pode me culpar se não consegui alcançá-lo. Não pode me culpar se não consegui passar do meu plano  para o seu plano.  Foi impossível voar e não havia uma ponte, nem mesmo uma tosca ponte para que eu pudesse tentar a travessia. É bem mais fácil fazer brilharem as estrelas na palma de minha mão do que fazer com que o brilho dos nossos olhos se confundam em um só brilhar. Somos dois iguais diferentes perdidos na vida: você é o vento que passou, com vontade de ficar; eu sou a flor que ficou, com vontade de partir. No entanto nós dois bem sabemos que o mesmo vento nunca volta a mesma flor. E assim sendo, seguiremos incompletos, só restando perguntar: O que foi que faltou?   



Maria Olimpia Alves de Melo
Enviado por Maria Olimpia Alves de Melo em 04/11/2007
Reeditado em 04/11/2007
Código do texto: T723593

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para http://marilim.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Olimpia Alves de Melo
Lavras - Minas Gerais - Brasil
1107 textos (323082 leituras)
1 e-livros (258 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:13)
Maria Olimpia Alves de Melo