Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

é semente .

eu voltei. e a chuva não chuveu como disseram nas previsões de sal e gelo. todo lado que eu olhava só via você. milhões de você. e gostei de vê-los, cada um, mesmo porque, me lembravam seus braços fortes, tinham na pele o seu gosto de canela, seu cabelo arrepiado e o sorriso de criança. Te procurei em cada um. E em cada um te achei aos pedaços. Lascos de você que me confortam, como num sonho. Numa idealização infantil de criança de pijama até o pé agarrada ao ursinho. Porque me dá tanta insegurança nos dedos? é sempre assim, não é? eu já deveria ter aprendido... mas a expectativa é tão boa... a mais maravilhosa e dolorosa crianção de deus é a possibilidade de um amor.
Barbara Coimbra
Enviado por Barbara Coimbra em 04/11/2007
Código do texto: T723666
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Barbara Coimbra
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
21 textos (523 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 16:49)
Barbara Coimbra